Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Lei Nº 6.890 - Lei da Autovistoria do Gás no Rio

Dispõe sobre a obrigatoriedade da inspeção quinquenal (5 anos) de segurança nas instalações de gás das unidades residenciais e comerciais supridas por gases combustíveis no Estado do Rio de Janeiro.

 

Esclarecimentos
A lei Nº 6890, conhecida como Lei da Autovistoria do Gás, que entrou em vigor dia 18 de março de 2015, foi criada em 18 de setembro de 2014. A nova lei amplia a segurança das instalações dos consumidores e colabora para criar uma cultura de manutenção periódica dos equipamentos e instalações.
Depois de regulamentada tanto a Ceg como as demais distribuidoras de gases combustíveis serão responsáveis pela divulgação da lista de empresas acreditadas pelo Inmetro para a prestação do serviço. O usuário terá a opção de escolher a empresa que melhor atenda às suas necessidades.


LEI Nº 6890 DE 18 DE SETEMBRO DE 2014.

DISPÕE SOBRE A OBRIGATORIEDADE DA INSPEÇÃO QUINQUENAL DE SEGURANÇA NAS INSTALAÇÕES DE GÁS DAS UNIDADES RESIDENCIAIS E COMERCIAIS SUPRIDAS POR GASES COMBUSTÍVEIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º – Fica instituída a obrigatoriedade da autovistoria quinquenal de segurança nas instalações de gás das unidades residenciais e comerciais do Estado do Rio de Janeiro.

§ 1º - Caberá às empresas concessionárias, no caso do uso de gás canalizado, e às empresas distribuidoras, no caso do fornecimento de gás combustível em botijão ou por meio de central:

I - dar ampla divulgação aos consumidores sobre a obrigatoriedade da inspeção, de suas obrigações, direitos e deveres;
II - fazer constar das condições gerais de fornecimento da obrigatoriedade da inspeção periódica;
III – divulgar a inspeção periódica em suas agências e postos avançados de atendimento;
IV - a realização de campanhas de segurança por meio de seus veículos de cobrança e contato com o cliente e, pelo menos uma vez ao ano, em veículos de massa como jornais e revistas de grande circulação;
V - a divulgação da relação de empresas inspetoras credenciadas;
VI – manter o registro da realização da inspeção que lhe foi comunicada informando ao consumidor previamente da data limite de sua próxima inspeção;
VII – comunicar aos órgãos competentes da eventual negativa do consumidor em realizar a inspeção periódica;
VIII - colaborar com os órgãos competentes na definição de metodologia e planejamento da operação da revisão periódica;
IX - colaborar no desenvolvimento do mercado de prestadores de serviços de instalação e inspeção;
X - manter canal de comunicação para prestar esclarecimentos e sanar dúvidas dos usuários quanto às inspeções periódicas;
XI - comunicar aos órgãos competentes da interrupção do fornecimento quando não cumpridas as exigências técnicas;
XII – dar ciência aos órgãos competentes no caso de verificada alguma situação de risco que seja de seu conhecimento.

§ 2º - Caberá aos condomínios, proprietários ou usuários das unidades prediais, sejam residenciais ou comerciais, supridas por gases combustíveis, providenciar a realização da inspeção periódica objeto deste artigo.

§ 3º - No caso das unidades residenciais e comerciais novas, é de responsabilidade das concessionárias e das distribuidoras a realização de vistoria prévia das tubulações internas das unidades para o procedimento do habite-se do imóvel.

§4º – No caso das unidades residenciais e comerciais já construídas e com habite-se, antes do início do fornecimento de gás aos novos usuários/consumidores, as empresas concessionárias e as distribuidoras deverão realizar uma vistoria prévia e emitir um laudo, a ser mantido pelos usuários/consumidores como prova de regularidade até a realização da autovistoria, na forma do § 2º do art. 2º desta lei, a qual será de sua responsabilidade.

Art. 2°- As inspeções provenientes da autovistoria abrangerão todos os equipamentos e instalações integrantes do sistema de fornecimento e distribuição do produto, em especial, fogões e aquecedores com teste de monóxido de carbono, conforme o que dispõem as normas ABNT NBR-13103 vigentes à época da realização da inspeção.

§ 1° - Após a realização das inspeções consignadas na presente lei, a empresa credenciada, fixará na unidade consumidora selo indicativo da última vistoria, com a data prevista para a próxima vistoria.

§ 2°- As inspeções realizadas deverão gerar um laudo que deverá ser elaborado de forma detalhada, com base em critérios a serem estabelecidos pelos órgãos reguladores competentes e entregue ao condomínio, proprietário ou usuário da respectiva unidade predial, que deverá manter em sua posse por cinco anos.

Art. 3º - Na hipótese de constatação de irregularidade sanável, que não importe em risco imediato, poderá ser fixado, de acordo com a norma da ABNT NBR 15.923 ou outras que venham a substituí-las e/ou complementá-las, um prazo para realização das adequações determinadas pelas empresas inspetoras.

§1º - O fornecimento de gás combustível poderá ser mantido durante este prazo, devendo a empresa credenciada retornar ao local para proceder à nova inspeção de segurança, após o decurso do prazo citado no caput deste artigo.

§2º - Findo o prazo a que se refere o caput sem que tenha sido comprovada a realização das adequações determinadas, o fornecimento deverá ser interrompido, na forma do art. 2º.

Art. 4º - As concessionárias fornecedoras de gás canalizado e as distribuidoras, para efeitos da presente lei, assim que receberem laudo de inspeção que reprove determinada unidade, deverão interromper imediatamente o seu fornecimento de gás.

Parágrafo único - Após o recebimento do laudo de inspeção que reprove determinada unidade, o não cumprimento do disposto no caput do presente artigo sujeitará as concessionárias e distribuidoras às seguintes sanções:

I – Multa de 50 (cinquenta) a 100 (cem) UFIR-RJ por unidade consumidora que não tenha tido a interrupção do fornecimento do gás.
II – Pagamento de todas as despesas decorrentes do atendimento efetuado ao consumidor prejudicado, por danos materiais ou acidentes pessoais, causados por sinistro em equipamentos e instalações inadequadas.

Art. 5º - Esta Lei entrará em vigor 180 (cento e oitenta) dias após a sua publicação.

 

Rio de Janeiro, em 18 de setembro de 2014.
LUIZ FERNANDO DE SOUZA

Inspeção Predial - Check-Up - Perícia Legal, Técnica e Judicial - Manutenção Predial - Conservação - Estabilidade - Construção - Reforma - Incêndio - Normas - NR - Leis - Decretos - Prefeitura - Estado - Engenheiro de Segurança do Trabalho - Engenharia de Controle e Perdas - Arquiteto - Arquitetura e Urbanismo - Projetos - CAU/RJ - CREA/RJ - Secretaria Municipal de Urbanismo do Rio de Janeiro - LTVP - Laudo Técnico de Vistoria Predial - Edifício - Prédio - Shopping - Comercial - Residencial - Centro Comercial - Prédio Comercial - Industrial - Fábrica - Confecção - Hospitalar - Indústria Química - Indústria Alimentícia - Indústria Naval - Estaleiro - curso de autovistoria - IBAPE - Engenharia Legal - bairro - região - área - Barra da Tijuca - centro - zona sul - copacabana - ipanema - leblon - botafogo - glória - catete - laranjeiras - humaítá - leme - jardim botânico - ilha do governador - flamengo - tijuca - lapa - são cristovão - vila isabel - méier - madureira - grajaú -maracanã - gávea - lagoa- Recreio - jacarepaguá - taquara - freguesia - hotel - bar - restaurantes -  laudos de vistoria - CBMERJ - Corpo de Bombeiros - COSCIP - Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico - gás - vazamento - ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - NR - normas regulamentadoras - MTE - Ministério do Trabalho e Emprego - Escada Enclausurada - para-raios - orçamento - credibilidade - preço - prazo - elétrica - esgotos - administração - empresa - imóvel tombado - imóvel apacado - imóvel preservado - centro histórico - duque de caxias - niterói - nova iguaçú - nova friburgo - petrópolis - são gonçalo - campos dos goytacazes - resende - campinas - são paulo - sp - belo horizonte - betim - mg - minas gerais -  vitoria - vila velha - espírito santo - es - curitiba - paraná -pr